Com craques das quadras, novidades e convidados especiais, CBV lança a nova temporada da maior competição de vôlei do Brasil

Publicado em: 20 DE OUTUBRO

Com craques das quadras, novidades e convidados especiais, CBV lança a nova temporada da maior competição de vôlei do Brasil
Lançamento da Superliga 21/22 aconteceu em São Paulo (Créditos: Divulgação/CBV )

Craques das quadras e convidados especiais se uniram à Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) nesta quarta-feira (20.10) no evento virtual de lançamento da Superliga 21/22. A maior competição do vôlei nacional promete uma temporada de muitas novidades e um ingrediente já bem tradicional: o talento de alguns dos melhores atletas do planeta. Serão 24 times, 12 no masculino e 12 no feminino, em cerca de 300 jogos no Sul, Nordeste, Sudeste e Centro Oeste do Brasil. Novos perfis oficiais nas redes sociais com conteúdo exclusivo, logos diferentes para as duas competições e a promessa de disputas acirradas e inesquecíveis ao longo dos próximos seis meses. Os campeões olímpicos Fofão, Bruninho, Fabi, Gustavo Endres e Fernanda Garay, além do DJ Lucas Beat, da grafiteira Isa Adamy e do gamer David Tavares, participaram do evento.

“O vôlei é muito querido no Brasil e a Superliga é um produto que espelha essa relevância. O esporte proporciona relações que vão além de paixão e conexão emocional, e tem forte ligação com outras vertentes culturais, como games, música, moda e entretenimento. É isso que queremos trazer nesta edição da competição. Tanto para os fãs já apaixonados, quanto para quem quer conhecer melhor essa máquina de emoções que é o voleibol. É o resultado de um trabalho conjunto da CBV com federações, clubes e atletas”, explica Marcelo Hargreaves, diretor da Superliga e de Novos Negócios da CBV.

Uma das novidades é que, nesta temporada, a Superliga ganha seus próprios perfis no Instagram - @superliga_masculina e @superliga_feminina – com informações, resultados, memes, highlights e vídeos curtos. Também pela primeira vez a competição terá duas logos, uma para cada gênero. “As Superligas masculina e feminina têm características e públicos que garantem essa identidade própria. Cada uma tem maneira própria de se comunicar”, explica Marcelo Hargreaves.

A Superliga 21/22 terá transmissão ao vivo de todos os jogos, seja no SporTV ou no Canal Vôlei Brasil, que já comercializa o pacote de PPV no site https://canalvoleibrasil.cbv.com.br/.

A disputa masculina conta com Azulim/Gabarito/Uberlândia (MG), Funvic/Educacoin/Natal (RN), Apan/Eleva (SC), Brasília Vôlei (DF), Fiat/Gerdau/Minas (MG), Montes Claros América Vôlei (MG), Goiás Vôlei (GO), Sada Cruzeiro (MG), Sesi-SP, Vedacit Vôlei Guarulhos (SP), Vôlei Renata (SP) e Farma Conde Vôlei (SP). A competição começa com Montes Claros América Vôlei (MG) x Brasília Vôlei (DF), no dia 23, às 17h, no ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros (MG).  O Canal Vôlei Brasil transmite ao vivo.

No feminino estão na briga pelo título Brasília Vôlei (DF), Curitiba Vôlei (PR), Dentil/Praia Clube (MG), Pinheiros (SP), Fluminense (RJ), Itambé Minas (MG), Osasco São Cristóvão Saúde (SP), Country Club Valinhos (SP), Unilife-Maringá (PR), Barueri Volleyball Club (SP), Sesc RJ Flamengo (RJ) e Sesi Vôlei Bauru (SP). O primeiro jogo reúne Brasília Vôlei (DF) e Unilife-Maringá (PR), no dia 28, às 17h, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF), também com transmissão do Canal Vôlei Brasil.

Superliga masculina terá partidas com presença de público

 Vai ter torcida! Um acordo entre as equipes que disputam a Superliga masculina 2021/2022, firmado nesta quarta-feira, dia 20, permite que a competição comece com público na maioria das partidas. Para garantir a igualdade entre os times, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) estabeleceu que a presença de torcedores só seria permitida com a liberação das autoridades de todas as cidades-sede. No momento, apenas Belo Horizonte, onde o Fiat/Gerdau/Minas disputa suas partidas, não autorizou a presença de público nos eventos esportivos. Porém, o clube mineiro informou oficialmente à CBV que concorda com a liberação de torcedores nos jogos das outras equipes, com a condição de que suas partidas, como mandante ou visitante, permaneçam com a arquibancada vazia enquanto a restrição em Belo Horizonte for válida. Todas as demais equipes concordaram com a proposta.

A quantidade de público nos jogos que não contarem com a participação do Fiat/Gerdau/Minas seguirá o menor percentual de liberação entre as cidades-sede – no momento, Montes Claros (MG), com autorização para ocupação de 25% da capacidade do ginásio. Todos os jogos da Superliga seguirão um rígido protocolo de segurança elaborado pela CBV. Para acesso aos ginásios, o torcedor deverá apresentar comprovação oficial de vacinação plena ou teste RT-PCR negativo realizado até 72 horas antes da partida/teste de antígeno negativo realizado até 24 horas antes da partida. Na entrada do ginásio haverá aferição de temperatura corporal e o uso de máscara será obrigatório durante todo o evento. Os clubes têm a responsabilidade e cumprir o protocolo de segurança e as exigências sanitárias de cada município.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Secretaria Especial do Esporte