Superliga 2019-2020
Você está em: Home > Notícias > Mais um ano

Nova temporada começa em um mês


Publicado em: 09/10/2019 11:18
Sabiazinho, em Uberlândia, foi palco da última decisão feminina (Créditos: Gaspar Nóbrega/Inovafoto/CBV)

A maior competição do voleibol nacional está perto de voltar a ação. Organizada pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), a Superliga terá início em um mês com a 26ª edição. No dia 9 de novembro começa a temporada 2019/2020 com a primeira rodada masculina. Enquanto a feminina se inicia pouco depois, no dia 12.

A maior novidade desta temporada está por conta dos playoffs. Em ambos os naipes os duelos de quartas de final, semifinais e finais serão todos disputados em série melhor de três. As finais da competição feminina estão programadas para os dias 14, 18 e 26 de abril. No masculino a série decisiva será em 19 e 24 de abril, e, caso seja necessário, o terceiro jogo será no dia 2 de maio.

Assim como acontece em todas as temporadas, a Superliga estará permeada de atletas de outras nacionalidades. Nesta edição serão 18 estrangeiros, 10 na feminina e oito na masculina, das mais variadas nacionalidades como Cuba, Argentina, Canadá, Marrocos, Azerbaijão, Estados Unidos, entre outros. A qualidade da competição também é conferida pela quantidade de medalhistas olímpicos em quadra. Dos 12 campeões na Rio 2016, 11 jogarão nesta Superliga. No feminino teremos a presença de outras oito campeãs.

A Superliga 2019/2020 masculina contará com o atual campeão EMS Taubaté Funvic (SP), além de clubes importantes como Sesi-SP, Sada Cruzeiro (MG), Sesc-RJ, Fiat/Minas (MG), Vôlei Renata (SP), Denk Academy Maringá Vôlei (PR), Vôlei UM Itapetininga (SP), América Vôlei (MG), São Francisco Vôlei-RP (SP). O Botafogo (RJ), campeão da Superliga B 2019 e Apan Blumenau (SC), vice-campeão, garantiram o acesso e disputam a competição.

A primeira rodada masculina terá cinco partidas no dia 9 de novembro: o confronto entre Botafogo e Sesi-SP no Oscar Zelaya, no Rio de Janeiro (RJ); o Sada Cruzeiro recebe o São Francisco Vôlei-RP, no Riacho, em Contagem (MG); o América Vôlei mede forças com o Sesc-RJ, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG); Em Itapetininga (SP), o Vôlei UM Itapetininga enfrenta o Fiat/Minas, no Ayrton Senna; O Chico Neto, em Maringá (PR), recebe o duelo entre o Denk Academy Maringá Vôlei e o Vôlei Renata; e, o campeão EMS Taubaté Funvic joga com o Apan Blumenau, no Abaeté, em Taubaté (SP), no dia 13 de novembro.

No feminino, estarão na disputa o Itambé Minas (MG), campeão em 2018/2019, Dentil Praia Clube (MG), Osasco/Audax (SP), Sesi Vôlei Bauru (SP), Sesc-RJ, São Paulo FC/Barueri (SP), Fluminense (RJ), Curitiba Vôlei (PR), Esporte Clube Pinheiros (SP) e São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP). Completam a lista o Valinhos (SP) e o Flamengo (RJ), que subiram da Superliga B 2019.

A rodada inaugural feminina terá todos os seis jogos no dia 12 de novembro. O atual campeão Itambé Minas visita o Flamengo, no ginásio do Tijuca Tênis, no Rio de Janeiro (RJ); O Valinhos enfrenta o Dentil Praia Clube, no Municipal, em Valinhos (SP); Em São Caetano (SP), o São Cristóvão Saúde/São Caetano joga com o Osasco/Audax no Lauro Gomes; Pinheiros e Sesi Vôlei Bauru entram em quadra no Henrique Villaboin, em São Paulo (SP); O Curitiba Vôlei recebe o Sesc-RJ, na Universidade Positivo, em Curitiba (PR); e o José Correia, em Barueri, será o palco do duelo entre São Paulo FC/Barueri e Fluminense.

TABELA MASCULINA

http://superliga.cbv.com.br/tabela-jogos/Masculino

TABELA FEMININA

http://superliga.cbv.com.br/tabela-jogos/Feminino

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro