Superliga Cimed 2018-2019
Você está em: Home > Notícias > Na liderança

Itambé/Minas vence Sesc RJ no tie-break


Publicado em: 27/02/2019 00:07
Natália foi eleita a melhor jogadora da partida (Créditos: Divulgação/Sesc RJ )

O Itambé/Minas (MG) segue na liderança isolada da Superliga Cimed feminina de vôlei 18/19. Nesta terça-feira (26.02), a equipe mineira levou a melhor sobre o Sesc RJ por 3 sets a 2 (25/23, 18/25, 23/25, 25/21 e 15/11), na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ). A partida foi válida pela nona rodada do returno da competição.

O Itambé/Minas é o líder da competição, com 52 pontos (18 vitórias e uma derrota). O Sesc RJ aparece na terceira colocação, com 39 pontos (13 resultados positivos e sete negativos).

A ponteira Natália brilhou na vitória das mineiras, ficou com o Troféu VivaVôlei e foi a maior pontuadora do confronto, com 21 pontos (17 pontos de ataque e quatro de bloqueio). Ao final do duelo, a atacante fez uma análise da partida e elogiou o poder de superação das mineiras.

“Foi uma partida muito difícil. Parabéns também para ao Sesc RJ que fez um excelente duelo. Nós conseguimos sair de uma situação complicada, mesmo perdendo a lucidez em alguns momentos. Nos dois últimos sets jogamos melhor e lutamos até o final para conseguirmos esses dois pontos”, afirmou Natália.

Pelo lado do Sesc RJ, a ponteira Kasiely lamentou a derrota, mas destacou o bom desempenho das cariocas. 

"Foi um bom jogo. Conseguimos fazer bons sets, poderíamos ter ganho o jogo, mas voltamos a cair nos mesmos erros que o Bernardo tem apontado. Agora é continuar evoluindo, trabalhar bastante para corrigir nossas falhas e chegar aos playoffs bem. É um outro campeonato e temos tudo para buscar nossos objetivos”, analisou Kasiely.

O Itambé/Minas voltará à quadra no dia 08.03, às 21h30, contra o Dentil/Praia Clube (MG), na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG). O Sesc RJ jogará com o Balneário Camboriú (SC) no dia 09.03, às 17h, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ).

Outros jogos

O Fluminense (RJ) esteve no Distrito Federal e levou a melhor sobre o BRB/Brasília Vôlei (DF), de virada. A equipe do Rio de Janeiro (RJ) venceu por 3 sets a 1, com parciais de 25/27, 25/21, 25/14 e 25/16. A ponteira Pri Daroit recebeu o maior número de votos no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e, por isso, foi premiada com o Troféu VivaVôlei. A oposta Joycinha também se destacou na partida e terminou como maior pontuadora ao marcar 20 vezes (17 de ataque, um de saque e dois de bloqueio).

Em casa, o Dentil/Praia Clube (MG) levou a melhor sobre o Osasco-Audax (SP) ao fazer 3 sets a 1 (25/23, 25/16, 25/27 e 25/16). A norte-americana Fawcett foi o grande nome do jogo. A oposta saiu de quadra como maior pontuadora – 25 pontos, sendo 23 de ataque e dois de bloqueio – e ainda com o Troféu VivaVôlei, de melhor da partida, em mãos.

O Sesi Vôlei Bauru (SP) atuou fora de seus domínios e derrotou o Balneário Camboriú (SC). A equipe dirigida pelo técnico Anderson Rodrigues venceu por 3 a 1 (25/09, 27/25, 27/29 e 25/20), com destaque para a central Andressa. A jogadora foi escolhida pela comissão técnica do time paulista como a melhor jogadora da partida e foi premiada com o VivaVôlei. Já a italiana Diouf foi quem mais pontuou no jogo: 29 pontos (22 de ataque, dois de saque e cinco de bloqueio).

Depois de perder os dois primeiros sets, o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) virou o jogo e venceu o Pinheiros (SP). O time do técnico Antônio Rizola cresceu ao longo do jogo e fez 3 sets a 2, com parciais de 18/25, 17/25, 25/23, 25/18 e 15/06. A ponteira Sonaly foi um dos principais destaques do confronto e faturou o Troféu VivaVôlei.

O Hinode Barueri (SP) esteve na capital paranaense nesta noite e bateu o Curitiba Vôlei (PR) em sets diretos. A equipe comandada pelo treinador José Roberto Guimarães fez 25/12, 25/21 e 26/24, em mais uma partida onde a polonesa terminou como maior pontuadora. A oposta marcou 18 vezes, sendo 17 de ataque e um de saque. Já a líbero Natinha foi a mais votada no site da CBV e saiu de quadra com o Troféu VivaVôlei.

O JOGO

O Itambé/Minas começou melhor e fez 10/7. Com um ponto de bloqueio da ponteira Natália, as mineiras fizeram 12/10. Quando o time visitante fez 17/13, o treinador Bernardinho pediu tempo. A paralisação fez bem as cariocas que diminuíram a vantagem no marcador para um ponto (22/21). As mineiras conteram a reação das cariocas e venceram o primeiro set por 25/23.

O Itambé/Minas seguiu melhor e fez 4/1 no início do segundo set. O Sesc RJ cresceu de produção e virou o marcador (9/7). Bem nos contra-ataques, as cariocas abriram três pontos (11/8). O time do treinador Bernardinho se aproveitava dos erros das visitantes e fez 20/15. Neste momento, o técnico Stefano Lavarini pediu tempo. O Sesc RJ dominou a parte final da parcial e venceu o segundo set por 25/18.

O Itambé/Minas voltou melhor para o terceiro set e fez 6/1. Com Gabi e Natália bem no ataque, as mineiras abriram sete pontos (10/3). O time do treinador Stefano Lavarini fez 13/5 e o técnico Bernardinho pediu tempo. Bem no bloqueio, as cariocas diminuíram a vantagem no marcador (17/12). Quando a diferença no marcador caiu para dois pontos (22/20), o treinador Stefano Lavarini voltou a parar o jogo. O Sesc RJ conseguiu uma grande reação e venceu o terceiro set por 25/23.

O Itambé/Minas fez 4/2 no início do quarto set. Com velocidade, as mineiras abriram quatro pontos (8/4). Se aproveitando dos erros das mineiras, o Sesc RJ encostou no marcador (12/11). As cariocas deixaram tudo igual no placar (14/14). O Itambé/Minas foi  melhor na parte final da parcial e venceu o quarto set por 25/21.

O Itambé/Minas fez o primeiro ponto do quinto set. Com um ponto de saque da oposta Monique, as cariocas fizeram 3/2. A central Carol Gattaz conseguiu dois pontos seguidos de bloqueio e as mineiras fizeram 6/4. Bem no saque, as visitantes aumentaram a vantagem para três pontos (8/5). O time mineiro seguiu melhor até o final e venceu o quinto set por 15/11 e o jogo por 3 sets a 2.

 EQUIPES:

SESC RJ – Roberta, Monique, Kosheleva, Drussyla, Bia e Juciely. Líbero – Gabiru 
Entraram – Peña, Kasiely, Carol Leite, Vitória
Técnico – Bernardinho

ITAMBÉ/MINAS – Macris, Bruna, Gabi, Natália, Carol Gattaz e Mara. Líbero – Léia 
Entraram – Géorgia, Bruninha, Malu, Lana 
Técnico – Stefano Lavarini

SUPERLIGA CIMED FEMININA 2018/2019

Nona rodada do returno

26.02 (TERÇA-FEIRA) – BRB/Brasília Vôlei (DF) 1 x 3 Fluminense (RJ), às 19h, no ginásio Sesi Taguatinga, em Brasília (DF) – SPORTV 2 (27/25, 21/25, 14/25 e 16/25)

26.02 (TERÇA-FEIRA) – Dentil/Praia Clube (MG) 3 x 1 Osasco-Audax (SP), às 19h30, no ginásio do Praia Clube, em Uberlândia (MG) (25/23, 25/16, 25/27 e 25/16)

26.02 (TERÇA-FEIRA) – Balneário Camboriú (SP) 1 x 3 Sesi Vôlei Bauru (SP), às 20h, no ginásio Multieventos Hamilton Cruz, em Balneário Camboriú (SC) (9/25, 25/27, 29/27 e 20/25)

26.02 (TERÇA-FEIRA) – São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) 3 x 2 Pinheiros (SP), às 20h, no ginásio Lauro Gomes, em São Caetano do Sul (SP) (18/25, 17/25, 25/23, 25/18 e 15/6)

26.02 (TERÇA-FEIRA) – Curitiba Vôlei (PR) 0 x 3 Hinode Barueri (SP), às 20h, no ginásio Universo Positivo, em Curitiba (PR) – CANAL VÔLEI BRASIL (12/25, 21/25 e 24/26)

26.02 (TERÇA-FEIRA) – Sesc RJ 2 x 3 Itambé/minas (MG), às 21h, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ) – GLOBOESPORTE.COM (23/25, 25/18, 25/23, 21/25 e 11/15)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro