Superliga Cimed 2018-2019
Você está em: Home > Notícias > Com destaque de Wallace

Sesc RJ estreia em casa com vitória sobre o Caramuru Vôlei


Publicado em: 03/11/2018 23:27
O Sesc RJ estreou em casa com vitória na Superliga Cimed 18/19 (Créditos: Erbs Jr.)

Pela segunda rodada da Superliga Cimed masculina de vôlei 2018/2019, o Sesc RJ estreou em casa, estreou sua principal contratação para a temporada, o oposto Wallace, e, diante de sua torcida, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ), conseguiu sua segunda vitória. Depois de vencer o Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) na primeira rodada, a equipe carioca bateu o Caramuru Vôlei (PR), na noite deste sábado (03.11), por 3 sets a 0 (25/20, 25/19 e 25/23).

Em sua segunda vitória sobre um time paranaense, o Sesc RJ contou com grande atuação de Wallace. Atento ao desempenho do oposto, o torcedor votou no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e elegeu o atacante como o melhor jogador da partida. Com o Troféu VivaVôlei em mãos, Wallace, falou sobre o sentimento na estreia.

“Tem sempre um friozionho na barriga, time novo, casa nova, mas sabemos que temos muito o que melhorar ainda. Foi meu primeiro jogo com o Thiaguinho (levantador do Sesc RJ), então tem bastante coisa a aprimorar, o que é natural. Jogar aqui vai ser bem legal, é um baita projeto, então, acredito que temos tudo para fazer uma grande temporada pela frente”, comentou Wallace.

Após ser elogiado pelo técnico Giovane Gávio, o oposto da equipe carioca fez questão de retribuir os comentários. “O Giovane é o cara. Um bicampeão olímpico e não tenho nem palavras para falar sobre ele. Saiu há pouco tempo das quadras e entende bastante o nosso lado dos jogadores e tenho certeza que essa vai ser uma temporada bastante produtiva”, complementou Wallace.

 Pelo Caramuru Vôlei, o levantador Índio lamentou o resultado e alguns momentos específicos. “Acredito que tenha faltado um pouco mais de lucidez nas nossas decisões. Conseguimos jogar de igual para igual até o 18º ponto e depois desandou. Nosso saque não funcionou mais como devia, e a nossa equipe ainda tem que amadurecer nessa questão da tomada de decisão”, comentou.

O capitão do time paranaense ainda falou sobre a necessidade de diminuir a quantidade de erros ao longo da partida. “Estamos fazemos encolhas erradas e temos que minimizar ao máximo a quantidade de erros, quanto mais contra uma equipe que é favorita ao título como o Sesc RJ. Isso é um processo longo, mas temos muita Superliga Cimed pela frente”, concluiu Índio.

O Sesc RJ volta à quadra pela Superliga Cimed na próxima sexta-feira (09.11), às 21h30, quando enfrentará o Corinthians-Guarulhos (SP) na casa do adversário. A partida terá transmissão ao vivo do canal SporTV 2. Já o Caramuru Vôlei jogará em casa, no sábado (10.11), às 20h, contra o Sesi-SP. Esse duelo será transmitido ao vivo pelo Canal Vôlei Brasil (http://canalvoleibrasil.cbv.com.br).

CBV faz segunda homenagem

Na segunda das 25 homenagens programadas pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) nesta edição de 25 anos da Superliga Cimed, a segunda ação aconteceu na noite deste sábado, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro. Antes da partida entre Sesc RJ e Caramuru Vôlei, o superintendente de Competições de Quadra da CBV, Renato D´Ávila, foi o responsável por entregar a placa de homenagem a José Roberto Perillier, o Peri, que era o superintendente da entidade no início da competição, na temporada 94/95.

“Foi uma emoção muito grande. Militei na Confederação de Voleibol de 1987 a 1995, sob a presidência do Dr. Nuzman, e criei a Liga Nacional, que veio a substituir o Campeonato de Clubes, como uma proposta dos próprios clubes. E a primeira Liga Nacional foi 89/90, justamente como um aperitivo ao Campeonato Mundial masculino de 1990, aqui no Brasil. Não poderia deixar de agradecer a direção atual, Toroca, Radamés, Renato, por essa homenagem. Agradeço imensamente”, disse Peri, citando o presidente da CBV, Walter Pitombo Laranjeiras, o Toroca, e o diretor executivo da entidade, Radamés Lattari.

Sada Cruzeiro e São Judas Voleibol também vencem

O sábado começou com a vitória do Sada Cruzeiro (MG) sobre o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão (SP). Em casa, o atual campeão da Superliga Cimed levou a melhor sobre a equipe do interior do São Paulo ao vencer por 3 sets a 0 (25/20, 29/27 e 25/27), no ginásio do Riacho, em Contagem (MG).

O grande destaque da partida ficou por conta do ponteiro norte-americano, Taylor Sander, que estreou com a camisa cruzeirense e foi o maior pontuador do jogo, ao lado de Isac, com 13 pontos cada um, e ainda foi eleito o melhor jogador da partida, recebendo, assim, o Troféu VivaVôlei.

“Eu estava um pouco nervoso. Acho que fiz apenas uns dois treinos completos com o time, não estava totalmente à vontade, mas quis somente me divertir e jogar. Foi uma boa vitória para nós, temos que continuar trabalhando duro e continuando a melhorar”, destacou Sander.

“Vou trabalhar muito com os levantadores para ajustar a minha melhor bola e vou treinar mais e mais. Eu estava sentindo falta de jogar e estou muito feliz. Foi muito bom jogar com os meus colegas, estar dentro de quadra, diante da nossa torcida. Foi um bom começo”, complementou o ponteiro do Sada Cruzeiro.

Em Itapetininga, o São Judas Voleibol (SP) venceu os donos da casa, Vôlei UM Itapetininga (SP), em um jogo bem disputado e equilibrado. No final, vitória do São Judas por 3 sets a 2 (25/23 23/25, 25/18, 25/27 e 15/10). O oposto Szot foi o maior pontuador da partida, com 19 pontos, e o ponteiro Gabriel foi eleito, por votação popular no site da CBV, o melhor da partida e recebeu o Troféu VivaVôlei.

“Essa foi uma vitória do grupo. Começamos um trabalho há pouco tempo e isso é mérito da comissão técnica e de todos que estão trabalhando duro. Sabemos da qualidade do nosso grupo e independentemente de eu ter recebido esse prêmio, o grupo todo está de parabéns. Soubemos jogar o jogo e trabalhamos forte para conseguir essa vitória”, destacou Gabriel.

A segunda rodada teve início na quinta-feira (01.11), com a vitória do EMS Taubaté Funvic (SP) sobre o Corinthians-Guarulhos (SP) por 3 sets a 0, e também do Sesi-SP sobre o Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) pelo mesmo placar. E a rodada se encerra na segunda-feira (05.11) com a partida entre Fiat/Minas (MG) e Vôlei Renata (SP).

O JOGO

Léozão abriu o placar da partida para o Caramuru Vôlei. Leandro Aracaju respondeu para o Sesi-SP. O time visitante reassumiu o comando do marcador em 7/6 na bola de Matheus. O Sesc RJ voltou a ter o comando do set em 11/10. Com Wallace, que estreava no time carioca, o placar foi a 13/12. O jogo seguiu equilibrado, com um de vantagem para o time paranaense (17/16). Os donos da casa viraram em 19/18 e Fábio Sampaio pediu tempo. A partir daí, o Sesc RJ abriu vantagem, fazendo 23/19. E o Sesc RJ fechou o primeiro set em 25/20.

A segunda parcial começou com o mesmo equilíbrio da primeira, com o empate em 3/3. No bloqueio de Maurício Souza, o time da casa fez 4/3. A partir deste momento, o Sesc RJ abriu boa vantagem em 9/5. O Caramuru Vôlei reagiu e encostou em 8/9. No ace de Wallace, a equipe carioca voltou a abrir vantagem, dessa vez três pontos, em 18/15. Japa bloqueou e levou seu time a 21/17. E Wallace fechou o set em 25/19.

Djalma abriu o terceiro set com ace. A parcial esteve empatada em 6/6. O Sesc RJ abriu dois em 9/7. O Caramuru Vôlei buscou, empatou em 11/11 e virou o jogo em 12/11. A parcial seguiu disputada com equilíbrio, como novo empate em 16/16. Na sequência, o time paranaense abriu no placar e, com Matheus no contra-ataque, marcou 18/16. Mas, o Sesc RJ não permitiu que o adversário ampliasse a vantagem e, em boa passagem de Djalma pelo saque, virou em 19/18. Ainda com o ponteiro no serviço, a equipe carioca chegou a 20/18. A reta final do set ganhou emoção no empate em 22/22. Com bloqueio de Maurício Souza, o Sesc RJ fechou em 25/23.

EQUIPES

SESC RJ – Thiaguinho, Wallace, Maurício Souza, Leandro Aracaju, Djalma e Japa. Líbero – Tiago Brendle

Entraram – Everaldo, PV, Rammé

Técnico: Giovane Gávio

CARAMURU VÔLEI – Gustavo, Léozão, Matheus, Pedrão, Jonatas e Peron. Líbero – Gian

Entraram – Thales, Bruno

Técnico: Fábio Sampaio

SONORA – Peri

http://2018.cbv.com.br/sonoras/1

SUPERLIGA CIMED MASCULINA 18/19

Segunda rodada do turno

01.11 (QUINTA-FEIRA) – EMS Taubaté Funvic (SP) 3 x 0 Corinthians-Guarulhos (SP), às 20h, no ginásio do Abaeté, em Taubaté (SP) (25/22, 25/15 e 25/19)

01.11 (QUINTA-FEIRA) – Sesi-SP 3 x 0 Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), às 20h, no Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) (25/21, 25/19 e 25/18)

03.11 (SÁBADO) – Vôlei UM Itapetininga (SP) 2 x 3 São Judas Voleibol (SP), às 18h, no ginásio Ayrton Senna, em Itapetininga (SP) (23/25, 25/23, 18/25, 27/25 e 10/15)

03.11 (SÁBADO) – Sada Cruzeiro (MG) 3 x 0 São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão (SP), às 19h, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG) (25/20, 29/27 e 25/17)

03.11 (SÁBADO) – Sesc RJ 3 x 0 Caramuru Vôlei (PR), às 21h30, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ) (25/20, 25/19 e 25/23)

05.11 (SEGUNDA-FEIRA) – Fiat/Minas (MG) x Vôlei Renata (SP), às 19h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) – GLOBOESPORTE.COM

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro