CBV - Dentil/Praia Clube vence Vôlei Nestlé e está na final Superliga 2017-2018 

Dentil/Praia Clube vence Vôlei Nestlé e está na final

Publicado em: 06/04/2018 23:31
Dentil/Praia Clube comemora ponto (Créditos: Divulgação/Dentil/Praia Clube )

O Dentil/Praia Clube (MG) está na final da Superliga Cimed feminina de vôlei 17/18. De virada, o time mineiro venceu, nesta sexta-feira (06.04), o Vôlei Nestlé (SP) por 3 sets a 1 (18/25, 25/16, 25/19 e 25/21), no ginásio do Praia, em Uberlândia (MG). Com o resultado, a equipe do treinador Paulo Coco fechou o playoff semifinal por 3 a 2. Na final, o grupo de Uberlândia (MG) duelará com Sesc RJ pelo título da competição.

A decisão da Superliga Cimed feminina 17/18 entre Dentil/Praia Clube (MG) e Sesc RJ acontecerá nos dias 15 e 22 de abril, respectivamente, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais, em ginásios a serem divulgados pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). No caso de empate em vitórias, por qualquer placar, será disputado um set extra (Golden Set), para definição da equipe campeã da competição. 

A oposta norte-americana Nicole Fawcett brilhou, marcou 20 pontos, foi a mais votada no site da CBV e ficou com o Troféu VivaVôlei Cimed. Ao final do duelo, a atacante comentou sobre a classificação para final.

“Essa vitória veio do coração. O Vôlei Nestlé tem um grande time e sabíamos que seria uma partida difícil. Não joguei bem as primeiras partidas da semifinal e precisava mudar algumas coisas para jogar melhor e estou feliz pelo resultado”, disse Fawcett.

A ponteira Fernanda Garay parabenizou o time pelo resultado e celebrou a temporada das mineiras.

“Estou muito feliz porque foi uma conquista do grupo. Provamos que somos fortes como equipe. Acredito muito no nosso time e que podemos fazer bonito. É muito bom conseguir essa vitória diante da nossa torcida que tanto nos apoiou na competição”, ressaltou Fernanda Garay.

Pelo lado do Vôlei Nestlé (SP), a oposta Tandara lamentou a eliminação, mas fez questão de chamar a atenção para a boa temporada do grupo de Osasco (SP).

"O maior número de erros nossos fez a diferença no resultado final. Fizemos um primeiro set sensacional. E fomos baixando um pouco a força e elas acertando mais. No quarto set, conseguimos abrir, mas elas foram tirando, até virar. O Praia jogou muito bem nos momentos decisivos. Mesmo assim, o Vôlei Nestlé está de parabéns. A história desse time nessa temporada foi sensacional. A minha alma está lavada e fiz o máximo que dava. Osasco é minha casa e o Vôlei Nestlé sempre me tratou muito bem", analisou Tandara, maior pontuadora do confronto, com 33 pontos.

O JOGO

A partida começou equilibrada (6/6). Bem no bloqueio, o Vôlei Nestlé abriu três pontos (9/6) e o treinador Paulo Coco pediu tempo. Jogando com velocidade, as visitantes abriram cinco pontos (13/8). O time de Osasco manteve a vantagem no placar e fez 17/12. Bem no saque, o Vôlei Nestlé dominou a parcial até o final e venceu o primeiro set por 25/18.

O Dentil/Praia Clube voltou melhor para o segundo set e fez 10/5. Bem no saque, as mineiras abriram seis pontos (13/7). Numa boa sequência de saques da oposta Tandara, o time de Osasco diminuiu a vantagem para três pontos (14/11). Neste momento foi a vez da oposta Fawcett, do time mineiro, conseguir uma boa sequência de saque e a equipe de Uberlândia abriu sete pontos (18/11). As donas da casa foram melhores até o final e venceram o segundo set por 25/16.

O time mineiro fez os três primeiros pontos do terceiro set. Numa boa sequência de saques da oposta Tandara, a equipe de Osasco empatou (4/4). Se aproveitando dos erros das visitantes, as donas da casa abriram quatro pontos (9/5) e o treinador Luizomar de Moura pediu tempo. A paralisação fez bem as visitantes que encostaram (12/10). Com um ace da oposta Tandara, o Vôlei Nestlé empatou (15/15). O Dentil/Praia Clube foi melhor na parte final do set e venceu a parcial por 25/19.

O Vôlei Nestlé fez os quatro primeiros pontos do quarto set e o treinador Paulo Coco pediu tempo. Com Tandara se destacando no ataque, o time mineiro abriu oito pontos (9/1). O time mineiro fez nove pontos seguidos e virou o marcador (10/9). Neste momento, o treinador Luizomar de Moura pediu tempo. Se aproveitando dos erros do time de Osasco, o Dentil/Praia Clube abriu dois pontos (12/10). O time mineiro segurou uma pressão das visitantes, fechou o quarto set por 25/21 e o jogo por 3 sets a 1.

EQUIPES:

DENTIL/PRAIA CLUBE – Claudinha, Fawcett, Amanda, Fernanda Garay, Walewska e Fabiana. Líbero – Suelen 
Entraram – Natasha, Ananda, Ellen e Carla  
Técnico – Paulo Coco

VÔLEI NESTLÉ – Fabíola, Tandara, Leyva, Mari Paraíba, Nati Martins e Bia. Líbero – Tássia 
Entraram – Camila Brait, Carol Albuquerque, Ninkovic e Lorenne 
Técnico – Luizomar de Moura

Semifinal

Primeira rodada

23.03 (SEXTA-FEIRA) – Dentil/Praia Clube (MG) 3 x 2 Vôlei Nestlé (SP), às 19h, no Praia Clube, em Uberlândia (MG) – SPORTV (23/25, 25/19, 25/23, 25/27 e 15/13)

23.03 (SEXTA-FEIRA) – Camponesa/Minas (MG) 2 x 3 Sesc RJ, às 21h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) – SPORTV (26/24, 25/23, 21/25, 25/27 e 7/15)

Segunda rodada

26.03 (SEGUNDA-FEIRA) – Vôlei Nestlé 3 x 1 Dentil/Praia Clube, às 19h, no José Liberatti, em Osasco (SP) –SPORTV (25/17, 25/23, 20/25 e 25/14) 

26.03 (SEGUNDA-FEIRA) – Sesc RJ 3 x 0 Camponesa/Minas, às 21h30, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ) – SPORTV (25/16, 25/21 e 25/14)

 Terceira rodada

30.03 (SEXTA-FEIRA) – Dentil/Praia Clube 3 x 1 Vôlei Nestlé, às 21h30, no Praia Clube, em Uberlândia (MG) – SPORTV (25/23, 22/25, 25/23 e 25/20)

31.03 (SÁBADO) – Sesc RJ 3 x 1 Camponesa/Minas, às 15h, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ) – SPORTV E REDETV (25/11, 21/25, 25/18 e 25/18)

 Quarta rodada 

02.04 (SEGUNDA-FEIRA) – Vôlei Nestlé (SP) 3 x 1 Dentil/Praia Clube (MG), às 21h30, no José Liberatti, em Osasco (SP) – SPORTV (31/29, 27/25, 24/26 e 25/19)

 Quinta rodada

 06.04 (SEXTA-FEIRA) – Dentil/Praia Clube (MG) 3 x 1 Vôlei Nestlé (SP), às 19h, no ginásio do Praia, em Uberlândia (MG) – SPORTV (18/25, 25/16, 25/19 e 25/21)

 O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro