Sesc RJ vence em casa e abre vantagem no série contra o Camponesa/Minas

Publicado em: 27/03/2018 00:45
Comemoração carioca (Créditos: Alaor Filho/Sesc RJ )

O Sesc RJ está a uma vitória de mais uma final da Superliga Cimed feminina de vôlei 17/18. O time carioca venceu, nesta segunda-feira (26.03), o Camponesa/Minas (MG) por 3 sets a 0 (25/16, 25/21 e 25/14), na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ). Com o resultado, o time do treinador Bernardinho abriu 2 a 0 no playoff melhor de cinco das semifinais da competição.

A ponteira Drussyla se destacou, foi eleita a melhor da partida em votação popular no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e ficou com o Troféu VivaVôlei Cimed. Ao final do duelo, atacante comentou sobre a vitória contra as mineiras.

“Acredito que começamos melhor do que no jogo passado e tanto o nosso passe quanto o bloqueio funcionaram bem na partida. Também cometemos um pequeno número de erros. Marcamos melhor o time delas nesse jogo e no final deu tudo certo. Precisamos manter a nossa confiança e sabemos que essa é uma série muito longa”, disse Drussyla.

Pelo lado do Camponesa/Minas, a levantadora Macris lamentou a derrota e pediu uma melhor postura para o grupo no próximo jogo.

“Temos que mudar a postura e a energia dentro de quadra. Sabemos que é difícil jogar contra o Sesc RJ, mas podemos melhorar tanto tecnicamente quando taticamente. Vamos com tudo para essa terceira partida”, afirmou Macris.

As duas equipes voltarão à quadra para o terceiro jogo da série no próximo sábado (31.03) às 15h na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ). A Rede TV transmitirá ao vivo.

 O JOGO

O Sesc RJ fez o dois primeiros pontos do jogo. Bem no saque, as cariocas fizeram 5/2. Com volume de jogo, as cariocas abriram quatro pontos (10/6). O time do treinador Bernardinho ditava o ritmo da parcial e, com um ponto de ataque da ponteira Drussyla, abriu oito pontos (14/6). O time da casa segurou uma reação das mineiras e venceu o primeiro set por 25/16.

O Camponesa/Minas voltou melhor para o segundo set e fez 6/4. Depois de um rally, as mineiras mantiveram a vantagem no marcador (12/10). Quando as visitantes fizeram 14/11, o treinador Bernadinho pediu tempo. A paralisação fez bem as cariocas que empataram (15/15). As donas da casa fizeram 16/15 e o treinador do Camponesa/Minas, Stefano Lavarini, pediu tempo. Mesmo com a paralisação, o time da casa manteve a vantagem no placar (19/16). O Sesc RJ foi melhor no final da parcial e venceu o segundo set por 25/21.

O terceiro set começou equilibrado. Bem nos contra-ataques, as cariocas abriram três pontos (8/5). O time carioca manteve o domínio da parcial e fez 15/9. O Sesc RJ se destacava no saque e no bloqueio e manteve a vantagem no marcador (19/13). O Sesc RJ foi melhor até o final e venceu o set por 25/14 e o jogo por 3 sets a 0.  

EQUIPES:

Sesc RJ – Roberta, Monique, Drussyla, Gabi, Juciely e Mayhara. Líbero – Fabi 
Entrou – Carol Leite, 
Técnico – Bernardinho

Camponesa/Minas – Macris, Hooker, Newcombe, Rosamaria, Carol Gattaz e Mara. Líbero – Léia 
Entraram – Geórgia, Mayany, Pri Daroit, Laiza, 
Técnico – Stefano Lavarini

SUPERLIGA CIMED FEMININA 2017/2018

Semifinal

Primeira rodada

23.03 (SEXTA-FEIRA) – Dentil/Praia Clube (MG) 3 x 2 Vôlei Nestlé (SP), às 19h, no Praia Clube, em Uberlândia (MG) – SPORTV (23/25, 25/19, 25/23, 25/27 e 15/13)

23.03 (SEXTA-FEIRA) – Camponesa/Minas (MG) 2 x 3 Sesc RJ, às 21h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) – SPORTV (26/24, 25/23, 21/25, 25/27 e 7/15)

Segunda rodada

26.03 (SEGUNDA-FEIRA) – Vôlei Nestlé 3 x 1 Dentil/Praia Clube, às 19h, no José Liberatti, em Osasco (SP) –SPORTV (25/17, 25/23, 20/25 e 25/14) 

26.03 (SEGUNDA-FEIRA) – Sesc RJ 3 x 0 Camponesa/Minas, às 21h30, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ) – SPORTV (25/16, 25/21 e 25/14)

 O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro