Clubes femininos votam a favor de final em dois jogos

Publicado em: 31/07/2017 19:15
Final na próxima temporada será disputada em dois jogos (Créditos: Inovafoto/CBV)

A próxima edição da Superliga feminina teve alguns detalhes definidos em reunião na sede da Confederação Brasileira (CBV) realizada na tarde desta segunda-feira (31.07). Representantes de nove clubes participaram do encontro no Rio de Janeiro (RJ). Na reunião também participaram o Diretor Executivo da entidade, Radamés Lattari, o Diretor de Marketing, Douglas Jorge, o Superintendente da Superliga, Renato D’Ávila e a gerente de competições de quadra, Cilda D’Angelis.

As principais decisões foram tomadas em relação aos playoffs da competição, que tem data prevista para início no dia 13 de outubro. Assim como no campeonato masculino, as quartas de final serão disputadas em série de melhor de três, as semifinais em melhor de cinco e a decisão em duas partidas, com a possibilidade de realização do Golden Set, em caso de empate.  

A fórmula de disputa da fase regular continua com os 12 times participantes que se enfrentam entre si em dois turnos. Os oito melhores avançam para a fase seguinte. No encontro também ficou definido que será utilizado sistema de desafio, ainda a ser definido, a partir das semifinais.

Renato D’Ávila, Superintendente da Superliga, ficou satisfeito com a conclusão da reunião.

“O fato de os clubes femininos se alinharem com as ideias das equipes masculinas é ótimo, pois fica mais fácil do público entender o formato da competição. Venceu o bom senso em chegar a um denominador comum entre as propostas dos clubes e da entidade”, contou o dirigente.

Os três parceiros de transmissão: Rede Globo, RedeTV e SporTV, estão mantidos para esta temporada.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro