Reunião com clubes define final da edição 17/18 em 2 jogos

Publicado em: 27/07/2017 19:51
Representantes da CBV na reunião com os clubes (Créditos: Divulgação/CBV)

A sede da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) recebeu nesta quinta-feira (27.07) representantes das equipes da Superliga Masculina para a plenária que discutiu os últimos detalhes da temporada 2017/2018 da competição, prevista para ter início no dia 14 de outubro deste ano e terminar em 6 de maio de 2018. Da reunião também participaram o diretor executivo da entidade, Radamés Lattari, o diretor de Marketing, Douglas Jorge, o superintendente da Superliga, Renato D’Ávila, e a gerente de competições de quadra, Cilda D’Angelis.

No encontro, ficou definido que o principal campeonato de voleibol masculino do Brasil será realizado no naipe masculino em dois turnos, em que todas as equipes se enfrentarão entre si. Os oito melhores avançam para as quartas de final, que serão disputadas em série de melhor de três partidas. A fase semifinal, assim como na última temporada, será feita em melhor de cinco jogos.

A principal novidade para a próxima edição, a 23ª da história, é a fórmula da final, que será disputada em dois jogos, com cada finalista tendo o mando de um – a segunda partida, decisiva, terá mando do finalista mais bem posicionado na fase de classificação. Em caso de cada finalista ganhar um duelo, o desempate será feito no golden set, em que o vencedor fica com o troféu de campeão, independentemente dos placares dos jogos.

O superintendente da Superliga, Renato D’Ávila, destacou a maturidade demonstrada pelos clubes no debate da fórmula da competição masculina.

“Foi bastante produtivo o nosso encontro, em que as decisões visaram ao fortalecimento da Superliga como um dos pilares fundamentais no desenvolvimento do vôlei brasileiro”, comentou o dirigente.

Os três parceiros de transmissão televisiva – Rede Globo, RedeTV e SporTV – estão mantidos para esta temporada.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro