Camponesa/Minas vence Rexona-Sesc e iguala série semifinal

Publicado em: 05/04/2017 02:25
Camponesa/Minas comemora ponto contra o Rexona-Sesc (Créditos: Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV)

O Camponesa/Minas (MG) deixou tudo igual no playoff melhor de cinco das semifinais da Superliga feminina de vôlei 16/17. Nesta terça-feira (04.04), a equipe mineira venceu o Rexona-Sesc (RJ) por 3 sets a 1 (25/22, 25/21, 21/25 e 25/19), em 1h55 de jogo, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). O time carioca levou a melhor na primeira partida da série, em Belo Horizonte (MG), por 3 sets a 0.

As duas equipes voltarão à quadra na próxima sexta-feira (07.04), às 21h30, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro, para o terceiro jogo da série melhor de cinco das semifinais. O SporTV transmitirá ao vivo.

A levantadora Naiane brilhou na partida desta terça-feira, foi eleita a melhor da partida em votação popular no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e ficou com o Troféu VivaVôlei, programa de responsabilidade social da entidade que atende crianças de 7 a 14 anos por meio de escolinhas de vôlei. A jogadora fez questão de parabenizar a equipe mineira pela boa atuação contra as cariocas.

"Hoje o nosso time conseguiu se impor em quadra. O nosso jogo fluiu e deu muito certo. A gente se encaixou e conseguiu fazer uma tática de jogo muito melhor que na primeira partida. Tivemos alguns erros, mas eles não nos abalaram e conseguimos sair de situações difíceis. Com certeza, essa vitória nos dá um gás a mais, e a série não termina no próximo jogo. Vamos treinar e nos preparar para a próxima batalha", disse Naiane.

A oposta norte-americana Hooker foi a maior pontuadora do confronto, com 21 acertos.

Pelo lado do Rexona-Sesc a ponteira Gabi lamentou a derrota e o número de erros das cariocas contra o Camponesa/Minas.

"Jogamos muito abaixo na partida de hoje e não aproveitamos o fator casa. Passamos a maior parte do jogo atrás do placar e o Camponesa/Minas jogou solto. Nosso saque não foi efetivo no jogo, mas sabíamos que essa série seria difícil e agora temos que nos preparar para o duelo de sexta-feira", explicou Gabi.

Nas quartas de final, o Rexona-Sesc passou pelo Pinheiros (SP) e o Camponesa/Minas eliminou o Genter Vôlei Bauru (SP).

O JOGO

O Rexona-Sesc começou melhor e fez 7/4. Quando o placar estava 10/6 para as cariocas, o treinador Paulo Coco pediu tempo. A paralização fez bem às mineiras que encostaram 11/9. Bem no saque, as donas da casa voltaram a abrir no marcador (14/10). O time mineiro cresceu de produção e encostou (16/15). Com um ponto de bloqueio, o Camponesa/Minas deixou tudo igual no primeiro set (17/17). Numa boa sequência de saques da levantadora Naiane, o time mineiro abriu quatro pontos no final da primeira parcial (24/20). O Camponesa/Minas seguiu melhor e fechou o set por 25/22.

O Rexona-Sesc voltou melhor para o segundo set e fez os três primeiros pontos da parcial. Bem no bloqueio, as cariocas seguraram a vantagem (9/6). Depois de um longo rally, o time mineiro encostou (11/10). Com um ace da central Juciely, as cariocas voltaram a abrir no marcador (14/12). O Camponesa/Minas virou o placar (16/15) e o treinador Bernardinho pediu tempo. Se aproveitando dos erros das cariocas, as visitantes abriram dois pontos (20/18). O time mineiro foi melhor na parte final da parcial e venceu o segundo set por 25/21.

O Camponesa/Minas seguiu melhor no início do terceiro set e fez 4/1. Jogando com velocidade, as cariocas empataram (6/6). A parcial ficou disputada ponto a ponto. Com um ponto de bloqueio, o Rexona-Sesc virou o marcador (14/13) e o treinador Paulo Coco pediu tempo. Mesmo com a paralização, o time carioca seguiu bem no saque e abriu três pontos (18/15). O Rexona-Sesc dominou a parte final da parcial e venceu o terceiro set por 25/21.

O Rexona-Sesc fez os três primeiros pontos do quarto set. O Camponesa/Minas cresceu de produção e virou o marcador (5/4). Quando o time mineiro fez 6/4, o treinador Bernardinho pediu tempo. A ponteira Jaqueline deixou a quadra quando o placar estava 10/6 para as mineiras e foi substituída por Pri Daroit. O saque do time carioca passou a funcionar com eficiência e a diferença no marcador caiu para um ponto (11/10). Nesse momento, o volume de jogo das mineiras voltou a aparecer e a diferença no placar subiu para cinco pontos (15/10). O Camponesa/Minas segurou uma reação do time carioca e venceu o set por 25/19 e o jogo por 3 sets a 1.

EQUIPES:

Rexona-Sesc - Roberta, Monique, Buijs, Gabi, Carol e Juciely. Líbero - Fabi
Entraram - Drussyla, Helo, Camilla Adão e Régis
Técnico - Bernardinho

Camponesa/Minas - Naiane, Hooker, Jaqueline, Rosamaria, Carol Gattaz e Mara. Líbero - Léia
Entraram - Karol Tormena, Fran e Pri Daroit
Técnico - Paulo Coco

Galeria de fotos

http://2017.cbv.com.br/midia/galeria-de-imagens/item/27937-rio-de-janeiro-rj---04.04.2017---superliga-feminina---rexona-sesc-x-camponesaminas.html

Semifinais

Primeira rodada

31.03 (SEXTA-FEIRA) - Vôlei Nestlé (SP) 3 x 1 Dentil/Praia Clube (MG), às 19h, no José Liberatti, em Osasco (SP) - (25/27, 25/17, 25/12 e 25/13)
31.03 (SEXTA-FEIRA) - Camponesa/Minas (MG) 0 x 3 Rexona-Sesc (RJ), às 21h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) (20/25, 19/25 e 18/25)

Segunda rodada

04.04 (TERÇA-FEIRA) - Dentil/Praia Clube (MG) 0 x 3 Vôlei Nestlé (SP), às 19h, no Praia Clube, em Uberlândia (MG) - (19/25, 22/25 e 22/25)
04.04 (TERÇA-FEIRA) - Rexona-Sesc (RJ) 1 x 3 Camponesa/Minas (MG), às 21h30, no Tijuca T.C., no Rio de Janeiro (RJ) - (22/25, 21/25, 25/21 e 19/25)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro